Resposta pública a Varinia Govea


ATUALIZAÇÃO (031014): Confira ao final do artigo, a resposta dada por Varinia Govea.

Saudações! Retomando as atividades após quebra do servidor, publico uma nova resposta pública. Desta vez, uma mulher na lista de discussão de atores da qual participo (a mesma onde publicaram convite pra “marcha da maconha”) explicita sua indignação com o episódio do cão yorkshire morto recentemente que apareceu no youtube. Primeiro o e-mail dela:

ESTOU REVOLTADA !!!!!!!!!!!!!!!!!! REVOLTADA COM ESSE SER DESPREZÍVEL QUE COVARDEMENTE MATOU UM BICHINHO INDEFESO, REVOLTADA COM O VIZINHO QUE FILMOU E NÃO SALVOU O CAOZINHO, REVOLTADA PORQUE DEPOIS DAS AGRESSÕES, NO DIA SEGUINTE O BICHINHO AINDA ESTAVA VIVO E NINGUÉM O LEVOU AO VETERINARIO, NESSA HORA CADÉ O VIZINHO E CADÉ O MARIDO DA NOJENTA?, REVOLTADA PORQUE OS VIZINHOS DESSA DESALMADA JÁ VINHAM OUVINDO O CAOZINHO GRITAR QUANDO ERA ESPANCADO E NINGUÉM FEZ NADA, REVOLTADA COM O FATO DESSA NOJENTA FILHA DA P NÃO ESTAR NA CADEIA AINDA, REVOLTADA PORQUE A FILHINHA DESSA DESGRAÇADA ESTA CORRENDO SÉRIO RISCO DE VIDA E NINGUÉM FAZ NADA, REVOLTADA PORQUE O MARIDO DESSA ESCR….AINDA NÃO A ABANDONOU E LEVOU A FILHA JUNTO, REVOLTADA PORQUE COM CERTEZA ESSA “ENFERMEIRA DO MAL” JÁ PREJUDICOU MUITOS PACIENTES E AINDA NÃO FOI PROHIBIDA DE EXERCER ESSA PROFISSÃO, REVOLTADA PORQUE AINDA TEM UM ADVOGADO MONSTRO IGUAL A ELA QUE SE PRONTIFICA PARA DEFENDER O QUE DEVERIA CONDENAR E REVOLTADA POR TER PESSOAS QUE AINDA ACHAM QUE ESSA MONSTRA TEM COMO SER CURADA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! PELO AMOR DE DEUS, O LUGAR DOS SERES SEM ALMA É NO INFERNO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
ACORDEM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
OS SERES HUMANOS SOFREM CRUELDADES HORRÍVEIS TAMBÉM, MAS ESTÃO UM POUCO MIAS PROTEGIDOS, EXISTEM LEIS (BASTANTE FALHAS TAMBÉM), EXISTE UM LOBBY FORTE, AS PESSOAS FALAM E CONTAM AS AGRESSOES QUE SOFREM, MAS E OS ANIMAIS…???? OS ANIMAIS SÃO SERES VIVOS, QUE SENTEM E DEVEM SER RESPEITADOS, NÃO PODEM FALAR E CONTAR O QUE ESTÃO PASANDO. EU ME PERGUNTO…QUEM PROTEGE OS ANIMAIS???? JÁ ESTÁ MAIS DO QUE NA HORA DE TER LEIS ADEQUADAS E DELEGACIAS ESPECIALIZADAS PARA CRIMES CONTRA ANIMAIS !!!!!!!!!!!!!!!!
QUEM MALTRATA UM ANIMAL É UM PERIGO PARA A SOCIEDADE COMO UM TODO, ACORDEM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
E PARA QUEM QUISER SABER…EU NÃO COMO CARNE E NÃO VISTO PELE DE ANIMAIS.
TENHO 3 CACHORROS E DOIS GATOS (TRÊS DESTES BICHINHOS FORAM SALVOS DA MORTE) E SE PUDESSE TERIA MUITOS MAIS, CUIDO DELES COM AMOR E RESPEITO, DOU CASA LIMPA, COMIDA BOA E A MELHOR ATENÇÃO MEDICA POSSÍVEL.
E ESTOU DISPOSTA A DEDICAR O RESTO DA MINHA VIDA PARA DEFENDER SERES INDEFESOS.
NÃO ADMITO E NÃO SUPORTO MAIS ABUSOS DE COVARDES !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
***
Agora minha breve resposta:
Boa noite Varinia.
Acredito que a sua reclamação possa gerar algumas reflexões importantes. Irei desenvolver aqui alguns pontos, percorrendo o seu e-mail:
Primeiramente é vital estabelecer a seguinte prerrogativa: animais irracionais não são seres humanos. Seres vivos sim, mas sem a faculdade do raciocínio, da razão, que nos permitiu constituir uma sociedade ordenada. Reconhecer este fato é fundamental para entender como sua sugestão ao final do e-mail, de que deveria ser criada uma “delegacia especializada para crimes contra animais” é um exagero.
Ora, sendo os “bichos” seres vivos não melhores ou mais importantes que os seres humanos, cabe a nós tão-somente cuidar para não agredí-los, preservá-los; TAL QUAL FAZEMOS COM AS PLANTAS. Compreende? O “respeito” aos animais segue o mesmo princípio da chamada preservação ambiental.
Adiante…
Embora pareça absurdo que vizinhos possam ter ouvido os animais sendo agredidos, que uma pessoa gravou e nenhuma destas fez _nada_ a respeito, considere o seguinte:
1) qualquer intervenção direta, ou seja, entrar no imóvel para impedir a mulher de continuar seria INVASÃO DE PRIVACIDADE;
2) quem pode garantir que de fato nenhum vizinho tentou ligar para polícia ou bombeiros para reportar o caso, tendo sido simplesmente ignorado porque, afinal, tratava-se de um animal doméstico?
O que você teria feito? Você teria invadido o local? Teria atirado na mulher à distância, matando-a (e cometendo um crime)?
Não adianta questionar o porquê de nem o marido da mulher nem do vizinho, terem cuidado do animal no dia seguinte. O vizinho, pela razão número 1 que acabei de citar. O marido porque grandes são as chances de ele ser conivente com a mulher e, portanto, questionar-se quanto a ele é o mesmo que se perguntar: “Por que aquela mulher fez isso?”.
Voltando ao vizinho, novamente: ter um animal ferido na casa ao lado NÃO É A MESMA COISA que ter um _ser humano_ ferido na casa ao lado. Não pode ser tão difícil de compreender isso.
Varinia, o que nos motiva a cuidarmos uns dos outros, entre seres humanos? É a Lei Natural. Se preferir, é o nosso “instinto de sobrevivência”, entende? Cuidamos uns dos outros porque é da nossa natureza, tanto física, biológica, quanto espiritual. Sim, espiritual. Você mesma evocou nosso Criador (e que bom que fez isso…)
Espiritualmente somos homens, com intelecto. Criação divina que por Ele recebeu poder e autorização para dispôr dos demais seres vivos. Antes de achar que eu estou endossando a violência contra animais ou plantas, entenda que, tal qual os demais recursos naturais, os animais devem ser utilizados com ordem e controle.
Pelo que você indica ao final do seu e-mail, segue um comportamento “vegetariano” e mais: condena a alimentação baseada em carnes.
Admita que este comportamento é puramente uma opção sua, que está muito longe de ser ideal ou plenamente sadia, além de ser desnecessária e despropositada.
Apoio-me na instrução dada a nós por Deus. No primeiro livro da bíblia, Gênesis, consta a instrução dada ao homem durante a criação:
“Deus disse: ‘Façamos o homem à nossa imagem e segundo nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todos os animais selvagens e todos os animais que se movem pelo chão.” Gn 1, 26
“E Deus os abençoou e lhes disse: ‘Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, as aves do céu e todos os animais que se movem pelo chão’. Deus disse: ‘Eis que vos dou, sobre toda a terra, todas as plantas que dão semente e todas as árvores que produzem seu fruto com sua semente, para vos servirem de alimento. E a todos os animais da terra, a todas as aves do céu e a todos os animais que se movem pelo chão, eu lhes dou todos os vegetais para alimento.” Gn 1, 28-30
E esta noção de desigualdade ordenada da natureza foi confirmada depois por Nosso Senhor Jesus: “Olhai os pássaros do céu: não semeiam, não colhem, nem guardam em celeiros. No entanto, o vosso Pai celeste os alimenta. Será que vós não valeis mais do que eles?” Mt 6, 26
E ele, o Cristo Jesus, em breve aniversariante neste Natal, em diversos momentos que estão registrados na bíblia, aparece comendo peixe. Aqui, por exemplo:
“E dizendo isso, ele mostrou-lhes as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e a sua surpresa. Então Jesus disse: ‘Tendes aqui alguma coisa para comer?’ Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles.” Lc 24, 40-43
Sendo assim, a preocupação eufórica que o caso do cachorro suscitou é sem dúvida um grande exagero. Aliás, observando de perto é um _grave_ exagero.
Com relação ao cachorro, é uma lástima o que a mulher fez. Está errado sim. Ela foi multada. O fato tornou-se conhecido e só um louco ou desatento confiará novamente um animal doméstico a ela.
Mas… novamente reforçando a noção da diferença da importância entre os seres humanos e os animais, não posso me furtar de apontar que ainda hoje (e infelizmente talvez mais do que há alguns anos atrás) seres humanos MUITO MAIS INDEFESOS que aquele yorkshire são DESPEDAÇADOS, DESINTEGRADOS, ENVENENADOS no ventre de suas genitoras na prática HEDIONDA conhecida como aborto. Note bem: NO VENTRE DE SUAS MÃES.
Isso sim, Varinia é de causar revolta. Este sim é um crime bárbaro e maldito. E ainda hoje há pessoas que cometam a afronta de brigar pelo “direito” de matar seres humanos, sob a desculpa de proteger “direitos reprodutivos”. Nós, que somos graças a Deus muito mais do que animais, temos a OBRIGAÇÃO MORAL de lutar para ERRADICAR a prática do aborto.
A situação está assim grave, inclusive, porque a humanidade está se permitindo perder a noção do que é importante, do que é fundamental. Preocupam-se, fazem escarcéu por causa de um caso de assassinato (se é que podemos usar este termo, assim, tão humano) de um animal, mas são incapazes de se preocupar com um grupelho de feministas sanguinárias que se reúnem para tentar pressionar o governo a descriminalizar o aborto e para convencer cada vez mais mulheres brasileiras de que é normal eliminar um ser humano que a incomode, indesejável.
A propósito, eu já me deparei com uma menina que, acredite, comparou a decisão de abortar com a decisão de comer carne! Deus tenha piedade…
Enfim, você reclamou que as pessoas ficam paradas. Pois bem: cá estou eu, manifestando-me. Respeitosamente comentei o seu desabafo na lista de atores, e propus uma bandeira que realmente valha a pena ser levantada.
Creio que nossa sociedade já se encontre na contra-mão da moralidade e da racionalidade faz tempo. E é hora de voltarmos. Essa estrada de retorno começa com a revalorização da vida. E vida humana!
Convido-a a conferir o que eu tenho feito com relação ao combate ao aborto, em meu blog, aqui: https://oandarilho01.wordpress.com/tag/aborto/
Feliz Natal!
Paz e bem
***
(Tréplica enviada por Varinia Govea em 02/10/14 através de mensagem deixada na fanpage)
Olá, esta mensagem é para responder a sua resposta pública ao meu desabafo contra o assassinato do cachorrinho Yorkshire – bastante tempo atrás-. Vi hoje a sua resposta, por isso é somente agora que respondo. Estou fazendo isto in box, mas gostaria que publicasse a minha resposta a seguir, pois a sua resposta foi pública, acho justo.
Bom, primeiramente não acho cachorros ou qualquer animal melhor nem pior aos seres humanos, assim como não acho um ser humano melhor que outro, somos todos seres vivos habitando o mesmo planeta e todos temos direito á vida, humanos somos animais também, só que temos consciência. Seguidamente plantas fazem parte do meio ambiente, mas não são animais e não podem ser comparadas aos animais, animais sentem dor, as plantas não, entre outras coisas.
Com respeito á religião e ser vegetariano ou não, cada um escolhe o que achar melhor, mas ha de convir que quanto mais esclarecida é a pessoa, quanto mais informada e culta, suas escolhas serão melhores. Tem vasta informação de como a religião pode ser destrutiva e ninguém, a não ser pela fé, tem certeza absoluta do que acontece depois da morte e de se realmente Deus existe, se Alá, Budha etc, existem; por tanto, quem quiser acreditar no que está escrito na Bíblia que acredite, mas isso não quer dizer que seja verdade. Tem vasta informação também dos benefícios de ser vegetariano e dos problemas de saúde provocados por comer carne. A minha escolha de me tornar vegetariana, anos atrás, não foi somente por causa da saúde, foi porque amo e respeito os animais assim como respeito os seres humanos, porque, repito, somos todos seres vivos que merecemos viver, mas, lhe digo que a minha saúde melhorou enormemente depois de me tornar vegetariana e nunca mais fiquei doente, nem fiquei resfriada nem com dor de estomago, nada. E também não uso couro ou pele de animais assim como não uso produto algum que seja de origem animal, pelos mesmos motivos mencionados anteriormente. Se os seres humanos não tivéssemos outro recurso a não ser comer animais, nos vestir com pele de animais etc., evidentemente eu não escolheria morrer, e teria, obrigatoriamente que recorrer ao uso dos animais, mas não é o caso, hoje em dia as pessoas massacram animais por puro prazer e isso, eu condeno veementemente dentro de mim, não obrigo ninguém a mudar, mas sou livre para escrever, falar e pensar o que eu quiser. Essa liberdade parece que lhe incomodou, lamento muito, mas continuarei a ser livre de pensar , escrever e falar o que quiser e a fazer o que quiser.
Outra coisa, estudei Direito, então sei muito bem de leis, mas isso não quer dizer que todas as leis sejam perfeitas, a vida, assim como as leis vão se modificando e melhorando, por tanto eu opino, mais uma vez, o que eu achar melhor e ponto. Evidentemente não pretendo mudar a cabeça das pessoas, somente falo o que eu penso, se alguém concorda comigo ótimo, se não, pode refletir e mudar ou simplesmente não concordar, mas para isso É FUNDAMENTAL QUE A PESSOA ENTENDA O QUE EU ESCREVO E QUE NÃO FAÇA SUA PRÓPRIA INTERPRETAÇÃO ERRADA POR CONTA DA SUA MENTE ESTAR CHEIA DE PRECONCEITOS. Vejo que sua página no face somente tem 222 curtidas, é pouco não acha? Porque será?
 
Outra coisa; eu ajudo, hospitais, crianças com problemas, idosos e mães carentes, faço isso tem uns 30 anos, não estou me gabando, é meu dever, e também ajudo animais. Como pode ver, o que valorizo é a VIDA, independente de ser humana ou não.

Sem mais,
Varinia

Anúncios

6 pensamentos sobre “Resposta pública a Varinia Govea

  1. Caríssimo Irmão, Laudetur Dominus!

    O texto é irretocável. É isso mesmo: a vida é muito curta pra que saiamos simplesmente aderindo à primeira luta que nos aparece pela frente. Há de se ter prioridades até mesmo em relação a pelo quê lutar. E se nossas prioridades são Yorkshires ao invés de crianças humanas, realmente há algo errado aí.

    Um aspecto que sobressai na sugestão dela de que haja delegacias especializadas em maus tratos de animais é um sintoma, de uma doença que infelizmente tem se tornado cada dia mais comum e mais grave no Brasil: o de criminalizar toda atitude que nos desagrada. As massas brasileiras estão a cada dia mais sensíveis, e na medida que cresce essa sensibilidade cresce a ansia de pôr na cadeia aqueles que ousam simplesmente discordar de nós, ou nos criticar. Começa com a criminalização de coisas que realmente machucam outros seres vivos apesar de não serem realmente crimes (como a linguagem racista ou os maus-tratos dos animais), passa pela criminalização de críticas justas, que porém afetam certa classe de gente “comprometida com o social e os direitos humanos” (como os porcessos contra quem chama abortista de abortista, ou à arqui-imunda lei anti-homofobia) e logo comportamentos simplesmente desagradáveis estarão colocando seres humanos (não Yorkshires) na cadeis simplesmente por serem humanos (aos poucos o fumo e a obesidade estão ganhando restrições absurdas, logo passarão a ser crimes).

    São as pessoas sugerindo idéias totalitárias (típicas dos regimes comunistas e facistas) sem nem reparar no que estão fazendo…

    Pax et Salutis

  2. Aposto que ela é à favor do aborto… ou seja, a vida humana não tem valor mais, a gente está adotando a causa errada… a mulher foi covarde mesmo mas teve gente que apoiou a iniciativa dela perder a guarda da filha, veja só quanta burrice, quer dizer que o cachorro (animal irracional) não pode ser maltratado mas a filha (ser humano, racional) pode ser separado do ser mais precioso, a mãe? Quanta incoerência… como disse o jornalista Carlos Nascimento: “estamos ficando menos inteligentes” é a epopéia da ignorância…

    • Muitos anos se passaram e ficou demonstrado que eu estava certa pois não só no Brasil, mas no mundo, cada vez mais as pessoas de bem se preocupam com todos os seres vivos, a natureza, o planeta. Também cada vez mais os machistas ignorantes são desprezados e dignos da repulsa de toda pessoa minimamente inteligente.
      Estes dois pobres de espírito que publicaram suposições sobre mim, estão completamente enganados ao meu respeito. Como na Internet qualquer verme acha que pode publicar qualquer coisa pois se escondem por trás, muitas vezes de nomes e fotos FALSAS, pensam que ficam impunes.
      Hoje em dia é bem fácil estrear estes cretinos.
      Fica a dica.

      • Olá, Varinia.
        Legal você ter considerado este espaço relevante o bastante para, mesmo depois de tantos anos, achar útil ou necessário voltar para usá-lo como um canal de expressão.

        Aparentemente está breve discussão não provocou mudanças positivas, sendo assim, caso queira que deixe de existir esta referência ao seu nome, basta me informar que eu deleto a postagem.

        Paz e Bem
        Bruno Linhares – O Andarilho

  3. Pingback: ADI – ação direta de idiotização | O Legado d'O Andarilho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s