Existe vida após o STF?


De acordo com a wikipedia [1]:

Os ministros do Supremo Tribunal Federal são escolhidos entre os cidadãos, com mais de 35 e menos de 65 anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada. O cargo é privativo de brasileiros natos. Os ministros são nomeados pelo presidente da República, depois de aprovada a escolha pela maioria absoluta do Senado Federal. O cargo não tem mandato fixo: o limite máximo é a aposentadoria compulsória, quando atinge os setenta anos de idade.

Sendo a nomeação dos ministros dependente da vontade e opinião do chefe do poder executivo, as opiniões destes ministros escolhidos ficam subjugadas aos interesses do mesmo. Por sua vez, o presidente da república representa antes de tudo os interesses do partido através do qual foi eleito. Com isso, fica claro que a melhoria do STF pode dar-se apenas com a melhoria das eleições.

É em momentos como o presente, em que o STF julga a descriminalização do aborto de fetos anencéfalos/mesoencéfalos, que podemos ter a clara noção da consequência de nosso voto. Oito dos onze ministros foram escolhidos pelo governo do PT. Um deles foi escolhido por José Sarney. Logo, continuaremos a ter abortistas e eugenistas ocupando aquelas cadeiras tão importantes enquanto permitirmos que dure o péssimo e maligno governo vermelho.

Aproveitemos a oportunidade que se aproxima, com as eleições municipais (vereadores e prefeitos) para desde já recomeçarmos a construir a política do país. Procuremos apoiar os políticos engajados na defesa da vida e na dignidade do ser humano, sobretudo os que adotam e respeitam a ética e moral cristã. São estes os políticos que poderão ajudar a reformar a consciência e o comportamento de grupos sociais, de bairros, comunidades, e que podem um dia chegar a deterem grande influência. Estudem seus candidatos, mas principalmente seus partidos. Não é difícil saber quais são aqueles que prestam serviço contrário à vida e à família verdadeira. Repito a dica: partidos de inspiração socialista/comunista devem ser sumariamente descartados e rechaçados.

OBS: nem todo partido que leva “social” no nome tem a ver com socialismo. Mais um motivo para prestar atenção.

Em paralelo, continuemos aplicando esforços em defender a vida em plenitude, da concepção à morte natural, apoiando e desenvolvendo campanhas de conscientização contra o aborto em qualquer circunstância, adquirindo mais conhecimento sobre o processo de adoção de crianças e adolescentes, etc. Jamais nos permitamos a omissão diante de alguém que de clara consciência ou motivado pelo senso comum defenda o aborto.

Aqui no blog tenho muitos artigos tratando da defesa da vida: https://oandarilho01.wordpress.com/tag/aborto

Deus abençoe todos os agentes pró-vida, e acolha com misericórdia as vítimas do crime de assassinato que é o aborto.
Que Ele toque os corações das mulheres em situação de dúvida com relação à escolha a se tomar. Que a Sua Divina Providência auxilie as pessoas dedicadas à promoção da vida a alcançarem estas mulheres.

Quanto ao STF, bem, oremos para quem é realmente supremo e infalível em justiça: Nosso Senhor Jesus Cristo.

A humanidade precisa de leis para saber e fazer o que é certo. Mas o grande desafio da humanidade, deste século, deste milênio é conseguir fazer o certo mesmo quando existirem leis permitindo o contrário. – Bruno Linhares


[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Supremo_Tribunal_Federal#Ministros_do_Supremo_Tribunal_Federal

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s