Paternidade


Perseu ou Valquíria descansando,

Perseu ou Valquíria descansando.

A paternidade literalmente gera vida.
Foi nítida, quase palpável a vibração de vida, de felicidade, nas palavras, expressões e entonações de meus familiares, ao me parabenizarem pela primeira gravidez de minha esposa.

Todos se sentem mais felizes, mais esperançosos, mais abençoados, mais vivos – enfim! – com a novidade de um novo ente da família, um nascituro, que imediatamente passa a ser tão amado quanto era esperado. Todos querem viver mais (ter a vida mais longa), para desfrutar da alegria de conviver com essa nova pessoa.

A despeito de imperfeições, incapacidades e impossibilidades (que sabemos existirem), certamente o dom de gerar novas vidas é um dos mais preciosos presentes que o Criador nos concedeu.

4 pensamentos sobre “Paternidade

  1. Quando soube da notícia, fiquei mais que feliz, meu amigo!
    Rezarei para que Deus continue a abençoá-los e dá-los de discernimento e sabedoria para gerir e cuidar desta nova vida que está a vir.
    Glórias e louvores a Deus por esta graça.
    Parabéns, meu amigo!

  2. Pingback: Adoção: dizigóticos | O Legado d'O Andarilho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s