Em quem você votará para presidente?


 

Já que agentes de pesquisas de opinião (Datafolha, IBOPE, etc) fazem parte do panteão de seres místicos – ao lado dos folclóricos cabeça de bacalhau e enterro de anão – as enquetes eletrônicas oferecem uma segurança maior na representação da opinião pública. Afinal, a falsificação de uma pesquisa que você vê que existe (e consegue acompanhar a evolução) incomoda menos que a de uma que apenas disseram pra você que foi feita.

Assim, o blog O Legado d’O Andarilho lança sua própria enquete sobre os presidenciáveis. Vote e divulgue!


Veja também:

O voto
Eleições 2014 na Liga dos Blogueiros Católicos
Vai por mim…

12 pensamentos sobre “Em quem você votará para presidente?

  1. Se nem Jair Bolsonaro ou Marco Feliciano saírem a presidente, votaria na Denise Abreu. Pooo, mas Partido Ecológico Nacional é um nome meio estranho, né? Mas, qualquer um que tire o PT hoje vale, contanto que não seja da Esquerdalha (ou seja, tão ruim ou pior que o PT).

    Mas, na ausência dos três acima citados, VOTO NULO! Ao contrário do que espalham pela internet, A METADE (50%) DOS VOTOS MAIS UM ANULA SIM O PLEITO (exceto para prefeito), exigindo novas eleições com candidatos diferentes.

    • Para a discussão sobre o voto nulo, recomendo a leitura do meu artigo “O mito do voto nulo”: https://oandarilho01.wordpress.com/2012/08/07/o-mito-do-voto-nulo/
      E para a discussão sobre o porquê de não votar nulo, especialmente no pleito presidencial desse ano, leia o artigo “Vai por mim…” citado ao final deste.

      Para mim, Marco Feliciano presta um serviço bem melhor a nós atuando no legislativo, tão carente de bons representantes. Além disso, duvido que ele consiga competir internamente com o vice-presidente do partido.

      • Bruno, ali o próprio ministro Marco Aurélio de Melo ADMITE sim que o pleito majoritário pode ser anulado por inconsistência da quantidade de votos.

        Se você estuda Direito (ou é formado), me diga então o que ele fala do minuto 1:45 em diante (ou o que ele quer dizer).

  2. Julio, você já leu o meu artigo “O mito do voto nulo”? Com efeito o ministro mencionou a regra de insubsistência que poderia provocar a suspenção do pleito caso brancos e nulos somassem mais de 50% dos votos, mas ainda assim ele parece ter respondido em discordância com a avaliação dos artigos da legislação eleitoral que eu apresentei no artigo. Lá informa-se que a nulidade capaz de prejudicar uma votação refere-se a votos anulados por ilicitudes, por fraudes. Aí é que se encontra o equívoco que parece o ministro cometeu também no vídeo.

    Para fins de cômputo, importa a maioria dos votos válidos. Votos brancos e nulos simplesmente não são VÁLIDOS, posto que são para NINGUÉM.

    E o que você diria sobre a assertiva pronunciada por ele em 0:49? “Isso [votar nulo] não deve ser feito, porque é uma fuga.”
    Com tanta liderança, manipulação e negociação de votos, duvido que, no mínimo, a nossa geração e a próxima vejam algum pleito sendo atrapalhado por votos brancos e (legalmente) nulos.

    Nisso é que precisamos focar. Se você tem uma opção alternativa, na ausência de candidatura dos seus políticos preferidos, trabalhe pela sua promoção.

  3. Não existe um único candidato decente. Os três principais são de esquerda e os nanicos dividem-se entre mais esquerdistas, folclóricos ou fisiológicos.
    O que resta é o voto em candidatos realmente conservadores para as assembleias legislativas e o congresso nacional.
    O máximo que conseguiremos com uma derrota da Dilma é enfraquecer o PT, mas não o socialismo. Principalmente na sua lâmina da reengenharia social.

    • Eleger conservadores para o legislativo é essencial, sim. Mas, como os executivos têm o poder de organizar bases de apoio nas casas e coordenar programas com ministros e secretários que o povo não elege, não devemos esquecer desses quadros majoritários.

  4. Pingback: Dossiê cristão dos pré-candidatos ao governo do RJ | O Legado d'O Andarilho

  5. Pensando seriamente em votar no Eduardo Campos, creio que ele junto com a Marina talvez consigam tirar o PT do poder, nem que seja pelo voto de insatisfação, me parecem ser uma alternativa melhor do que votar nulo ou branco. Tenho muitas dúvidas sobre a partido, mas ainda sim, eles me parecem melhor do que o restante. Como ter certeza?

    • Olá, Mayara.
      O Eduardo Campos segue muito pouco conhecido. Por outro lado, a candidatura do Aécio vem ganhando força (hoje mesmo foi declarado que o PMDB no Rio o apoiará). Além disso, o Aécio Neves está aproveitando o momento para se afirmar como oposição, buscando notoriedade.

      Particularmente defendo que votar nulo ou branco jamais deva ser opção para quem se importa minimamente com a política. Na pior das hipóteses, conceda o seu voto na opinião de alguém da sua confiança (ou seja, votando na mesma pessoa que esse alguém escolheu).

      Quanto ao partido: PSB é socialista, bem como o PT. Isso significa que a ideologia e estratégias tendem a ser as mesmas: assistencialismo, destruição dos valores morais, da família tradicional, concentração do poder no Estado (inchando, burocraziando e onerando…). Sem dúvida não é a minha escolha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s