A carapuça serviu


Tomo conhecimento de que foi noticiado no Blog da Dilma, “o maior portal da Dilma Rousseff na Internet”, que a Comunidade Católica Shalom, através de declaração de sua co-fundadora Emmir Nogueira teria lançado uma ofensiva contra Dilma e o PT, conforme a imagem postada na matéria:

***

ATUALIZAÇÃO (01/08/14): Chegou até mim há poucos minutos um desmentido da sra Emmir:

Uma amiga do Shalom me mandou essa mensagem: “É possível que vocês recebam links de um site entitulado blog da Dilma. Fiquem tranquilos. Para evitar uso indevido de imagem já retiraram minha foto. O e-mail foi escrito em 2010, a frase não é minha e o texto que se segue ao email vem de um estudo que fiz com várias citações que, no blog, foram excluídas e o texto colocado como se fosse meu. Peço que ignorem totalmente e que peçam a todos que ignorem. O objetivo deles é provocar polêmica. Agradeço por me atenderem. Emmir”

***

O episódio nos permite fazer uma leitura interessante do momento presente, recordando alguns momentos de um passado nem tão distante.

(Fonte: Blog da Dilma)

(Fonte: Blog da Dilma)

A primeira coisa a ser observada é: o PT enxerga no catolicismo um curral eleitoral em potencial. Seja porque o PT e a CNBB mantém boas – e incômodas – relações estreitas, seja porque já se entranhou (o que, aliás, é consequência do ponto anterior) no meio católico a ideologia socialista conhecida como “teologia da libertação“. Essa “teologia” (aspas aqui nunca são demais), que encanta católicos por toda a América Latina, reflete não só a forma de fazer política do PT, mas a forma de ser petista/esquerdista do povo católico.

Ser petista/esquerdista ou petralha, é viver a máxima que declara que os fins justificam os meios. Alguém poderia duvidar, observando, por exemplo as atitudes de um MST ou MTST, ambos movimentos historicamente parceiros do PT? Ou quem sabe revisar a memória do mensalão?

Aí tem a acusação do blog da Dilma de terrorismo religioso por causa do alerta veemente do perigo de excomunhão. Sim! Para um catolico que ama a Cristo e reconhece a autoridade da Sua Igreja, colocar-se em risco de excomunhão é coisa MUITO séria.

Tudo bem, podemos ir com calma nessa questão. Antes de argumentar, não deixo de lembrar que o PT já se colocou nessa posição de vítima antes. Durante as eleições de 2010, o bravo bispo emérito de Guarulhos, o saudoso D. Bergonzini, comprou a briga com o PT ao distribuir panfletos que chamavam oa católicos à responsabilidade de escolher candidatos que não defendessem o aborto, quesito que acaba por eliminar a candidata à reeleição e a atual presidente, Dilma. A coisa foi tão séria que o PT mandou recolher o material, que depois do período eleitoral foi devolvido.

Sem tirar o mérito do alerta (01/08/14: agora é uma citação de autor desconhecido, ver acima), devemos observar com cautela o que diz o Magistério da Igreja sobre a pena de excomunhão e o crime de aborto.  O Blog da Dilma – fazendo uso não-autorizado do nome da sra Emmir – sacou uma frase que diz que “todo aquele que promover o aborto ou colaborar com ele (e é esse o caso do voto dado ao PT) está automaticamente excomungado“. Bem, a afirmação entre parênteses, de que o voto dado ao PT é colaboração com o aborto, é ponto pacífico entre os agentes pró-vida, entre os católicos mais esclarecidos quanto ao PT e mesmo para os petistas com algum resquício de honestidade, afinal é pauta do PT descriminalizar o aborto, como a Dilma já disse e se esforçou por conseguir, com a nomeação da ministra Eleonora Menicucci. Mas vejamos o que a Igreja Católica diz sobre a excomunhão no seu Catecismo e no Código de Direito Canônico sobre o aborto:

O HOMICÍDIO VOLUNTÁRIO

2268. O quinto mandamento proíbe, como gravemente pecaminoso, o homicídio directo e voluntário. O assassino e quantos voluntariamente colaboram no assassinato cometem um pecado que brada ao céu. (…)
2269. O quinto mandamento proíbe fazer seja o que for com a intenção de provocar indirectamente a morte duma pessoa. A lei moral proíbe expor alguém, sem razão grave, a um perigo mortal, assim como negar assistência a uma pessoa em perigo. (…)

O ABORTO

2270. A vida humana deve ser respeitada e protegida, de modo absoluto, a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento da sua existência, devem ser reconhecidos a todo o ser humano os direitos da pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo o ser inocente à vida.(…)
2271. A Igreja afirmou, desde o século I, a malícia moral de todo o aborto provocado. E esta doutrina não mudou. Continua invariável. O aborto directo, isto é, querido como fim ou como meio, é gravemente contrário à lei moral.(…)
2272. A colaboração formal num aborto constitui falta grave. A Igreja pune com a pena canónica da excomunhão este delito contra a vida humana. «Quem procurar o aborto, seguindo-se o efeito («effectu secuto») incorre em excomunhão latae sententiae , isto é, «pelo facto mesmo de se cometer o delito» e nas condições previstas pelo Direito. A Igreja não pretende, deste modo, restringir o campo da misericórdia. Simplesmente, manifesta a gravidade do crime cometido, o prejuízo irreparável causado ao inocente que foi morto, aos seus pais e a toda a sociedade. (Trechos selecionados do CIC)

Cân. 1398 – Quem procurar o aborto, seguindo-se o efeito, incorre em excomunhão latae sententiae. (CDC)

Assim, recebe a pena da excomunhão, pela lei da Igreja, quem comete o aborto (que é também diferente de aborto espontâneo), ou seja, a mulher (e o pai, certamente) que o procura e efetivamente interrompe, por vontade própria, a gravidez. Mas não quem dá um voto em projeto que potencialmente facilite a sua execução. Seria o caso, por exemplo, de um deputado de um outro partido não declaradamente socialista, digamos o DEM, que por falta de atenção e boa vontade de reflexão dá um voto favorável a um projeto de lei que ludibria, que engana. Exemplificando: uma proposta que derruba a exigência de B.O. em caso de estupro, poderia facilitar um aborto com motivos falsos, mas a atitude do deputado em aprovar essa proposta, a meu ver, configura mais uma colaboração informal (para usar a nomenclatura do CIC).

Por outro lado, tem-se também a recomendação muito séria da Igreja, através da declaração do papa Pio XI de não colaborar com partidos comunistas/socialistas:

38. Pode bem dizer-se com toda a verdade que a Igreja à semelhança de Cristo, passa através dos séculos, fazendo bem a todos. Não haveria nem socialismo nem comunismo, se os que governam os povos não tivessem desprezado os ensinamentos e as maternais advertências da Igreja(…)
58. Procurai, Veneráveis Irmãos, que os fiéis não se deixem enganar! O comunismo é intrinsecamente perverso e não se pode admitir em campo nenhum a colaboração com ele, da parte de quem quer que deseje salvar a civilização cristã. E, se alguns, induzidos em erro, cooperassem para a vitória do comunismo no seu país, seriam os primeiros a cair como vítimas do seu erro; e quanto mais se distinguem pela antiguidade e grandeza da sua civilização cristã as regiões aonde o comunismo consegue penetrar, tanto mais devastador lá se manifesta o ódio dos “sem-Deus”. – Enc. Divini Redemptoris

E seu sucessor, o papa Pio XII, lavrou primeiro a pena de excomunhão ao assinar o Decretum contra Communismum do Santo Ofício, de 1949:

1. Se é lícito inscrever-se no partido comunista ou prestar-lhe apoio.
Não: o comunismo, com efeito, é materialista e anti-cristão; e os chefes comunistas, incluso se às vezes por palavra professam não combater a religião, na realidade sem embargo, tanto na doutrina como na ação, se mostram hostis a Deus, à verdadeira religião e à Igreja de Cristo.

2. Se é lícito publicar, difundir ou ler livros, revistas, periódicos ou folhas* que defendem a doutrina e a ação dos comunistas, ou escrever neles.
Não: estão proibidos, com efeito, pelo próprio direito. (cf. CIC, can. 1399).

3. Se podem ser admitidos aos sacramentos aqueles fiéis que cumpriram consciente e livremente os atos mencionados nos números 1 e 2.
Não, segundo os princípios de caráter geral referentes à negação dos sacramentos aos que não têm a disposição requerida.

4. Se os fiéis que professam a doutrina materialista e anti-cristã dos comunistas, e sobretudo os que a defendem e a propagam, ipso facto, como apóstatas da fé católica, incorrem em excomunhão speciali modo reservada à Sé Apostólica.
Sim.

Apense-se a esse decreto a conservação da pena de excomunhão para a apostasia, conforme o CDC:

Cân. 1364 – § 1. Sem prejuízo do cân. 194, § 1, n.° 2, o apóstata da fé, o herege e o cismático incorrem em excomunhão latae sententiae;

Trocando em miúdos: o simples voto em um partido socialista/comunista (PT, PSOL, PCdoB, PSTU, PCO, PCB e afins) é caso de excomunhão? Não. Mas quem persiste no erro após alertado e, especialmente aqueles que dão o seu voto conscientes da incompatibilidade da doutrina cristã com a ideologia socialista/comunista, colocam-se no perigo da excomunhão. Se não são ainda comunistas, estão a um passo de se tornar.

E que nenhum pé-rapado nos engane com a bobagem de alegar que o PT não é comunista, mas socialista. Esta é só uma etapa preliminar para aquela. Quando lhes ofertarem esse argumento, devolva com estas inequívocas imagens:

Agora, falando em terrorismo… (petistas ruborizando…)
Não vou nem entrar na questão da participação da Dilma e de outros tantos do PT nas organizações terroristas que enfrentaram os (e mataram alguns dos) militares nos eventos que resultaram no Regime Militar. Tampouco dedicarei tempo agora escrevendo sobre a amizade do PT com os regimes e líderes autoritários e graves desrepeitadores dos direitos humanos como Cuba, Venezuela e o Hamas. O assunto é atitude terrorista eleitoral, certo?

Quem quer que acompanhe o discurso do PT por um tempo, observa que ele, desde Lula, pratica um pouco de terrorismo também. A postura de demonizar a iniciativa privada, a classe média, configura ou não o “terrorismo” que o PT acusa nas palavras da Shalom?

Voltando ao assunto do aborto, que é onde o PT veste pra valer a carapuça, terrorismo psicológico mesmo pratica o governo federal e os petistas, quando tentam convencer mulheres e meninas de que suas gravidezes representam um risco biológico e um risco social. Transformam o feto em um parasita, gravidez em doença e a gestação em um problema de saúde pública.


Veja também:

Promoção: torne-se comunista e ganhe uma excomunhão!

Quando o PSOL bater na janela do teu browser…

Petistas xingaram e ameaçaram D. Luiz, bispo de Guarulhos

8 pensamentos sobre “A carapuça serviu

  1. Muito bom e claro, só acrescento que o problema do PT é histórico, desde a presidente até o lider de partido estão intimamente ligados a situações de reais terrorismos na dé cada de 60 e 70. Que já deveria ser motivo para um Cristão nao votar neles. E depois toda sua ideologia comunista perversa é óbvio.

  2. Esta declaração dada por Emmir Nogueira foi durante a campanha nas eleições passadas. E quando ela disse se referia aos projetos de governo do PT em relação ao aborto sim, e era tão somente um aviso ou alerta como você mesmo colocou em seu texto, para que nós católicos não votássemos em candidato que se pronuncia a favor de aborto.
    O problema hoje é que muito católico fica em cima do muro, e para não ser taxado de ignorante ou ‘desqualificado’ deixa de dizer a verdade.
    Se sei que estou cometendo um erro e mesmo assim o faço, me aparto da graça de Deus, o que é o mesmo da excomunhão .

    • E além de se comportar assim como você disse, Djane, infelizmente tem sido mais fácil o católico se envergonhar ou se revoltar contra a autoridade da Igreja a reconhecer o caminho perigoso.

  3. Pingback: Vagápolis – Ser Igreja Hoje | O Legado d'O Andarilho

  4. Pingback: Por que um católico não pode ser comunista? | O Legado d'O Andarilho

  5. Pingback: A volta ao debate da Band em 143 comentários | O Legado d'O Andarilho

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s