Oh, e agora quem poderá nos defender?


Vem chegando o momento de opinar sobre a política do país, através das urnas.
Duas coisas pesam contra as principais candidatas à presidência, do ponto de vista cristão – não que muitos declarados cristãos se importem… -: o posicionamento sobre o aborto e a afinidade com corruptos e a corrupção.

O Texto aprovado na reunião da Comissão em Defesa da Vida do Regional Sul 1 – CNBB, em 23/08/2014, publicado em 15/09/14 no site Fratres in Unum traz o alerta anti-esquerdismo para os eleitores:

Aliás, desde setembro de 2007, o PT assumiu em seu programa estatutário a legalização do aborto e a execução dessa prática em todos os casos no serviço público. Além do PT mais oito partidos políticos, registrados no Tribunal Superior Eleitoral, incluem explicitamente em seus estatutos ou programas a legalização do aborto, a saber: o Partido Comunista Brasileiro (PCB), o Partido Popular Socialista (PPS), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o Partido da Causa Operária (PCO), o Partido Democrático Trabalhista (PDT), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) e o Partido Verde (PV).

Quanto à realização de um plebiscito sobre a legalização do aborto, em 2007, quando da visita do papa Bento XVI ao Brasil, o então secretário-geral da CNBB declarou que “Colocar em plebiscito o direito de matar é um absurdo. Ninguém gostaria que seu direito de viver dependesse do resultado de um plebiscito”. S. João Paulo II na sua encíclica “Evangelium Vitae” assim se expressa: “Quando uma maioria parlamentar ou social decreta a legitimidade da eliminação, mesmo sob certas condições, da vida humana ainda não nascida, porventura não assume uma decisão ‘tirânica’ contra o ser humano mais débil e indefeso? Porventura (os crimes contra a humanidade) deixariam de ser crimes, se, em vez de terem sido cometidos por tiranos sem escrúpulos, fossem legitimados por um consenso popular? Não se pode mitificar a democracia até fazer dela o substituto da moralidade.” (EV 70).  Infelizmente, a candidata do PSB à Presidência da República apoia a realização de um plebiscito sobre a legalização do aborto no Brasil. Esse posicionamento contradiz o direito à inviolabilidade da vida humana desde a concepção até à morte natural, sempre defendido pela Igreja.

Pois bem, faço uma proposta de plebiscito:
Quem é contra a legalização do aborto, vote em Everaldo Pereira (PSC) ou Levy Fidélix (PRTB) que são os ÚNICOS declaradamente contrários à pratica. Sim, pois até mesmo Aécio Neves (PSDB) preferiu ficar em cima do muro, deixando o estratagema do PT correndo solto, conforme registrado na transcrição de sua entrevista ao jornal Folha de SP concedida em 20/05/14.

E há também o problema da corrupção, não é? De acordo com Reinaldo Azevedo, em seu artigo de 06/09/14 falando sobre o “Petrolão”: “Se o Brasil quer acabar com boa parte da roubalheira, deve começar privatizando as empresas públicas. Quais? Todas!”. De novo, quem é que brada (algumas vezes mais alto, outras baixo demais) aos quatro ventos a necessidade de privatização na disputa das eleições 2014? Everaldo Pereira. Sem esquecer que o finado Eduardo Campos foi mencionado como beneficiário do esquema de propina na estatal, o que respinga na candidatura de Marina Silva, ainda que ela  – no melhor estilo petista – de nada soubesse.

É notável e emblemática, inclusive, a repetição das siglas “gigantes” na matéria: PT e PMDB. Em se permanecendo a maioria dos votos nessas legendas, restará mais uma vez atestada a falência desse sistema super-pluripartidário. Estará o brasileiro tão anestesiado, tão displicente com a política que nem consegue operar uma tentativa-e-erro direito?

Por falar em plebiscito, meu candidato Everaldo Pereira anda desafinado com sua assessoria. Ele diz que votou não na consulta da “Assembléia constituinte exclusiva”. O perfil oficial do partido, diz que ele votou sim…

chapolin-everaldo

 


Veja também:

Vai por mim…

Vagápolis – Eleições 2014

Chamem os federais!

A volta ao debate da Band em 143 comentários

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s