Nem tão claro como o dia


Recebi pela manhã a reportagem que Leandro Resende fez a respeito do 1° Fórum Carioca de Debates Jovens, evento organizado pelas juventudes dos partidos PSC, PSDB, PSD e DEM, do qual fiz parte da execução.

Audiência do 1° Fórum Carioca de Debates Jovens, no salão nobre da Câmara Municipal do Rio.

Audiência do Fórum Carioca de Debates Jovens, no salão nobre da Câmara Municipal do Rio.

Pelo que se lê na matéria, o jornalista ocupou-se mais em confirmar para si os estereótipos pré-concebidos com os quais já chegou ao evento que cobrir o debate em si.

A estranheza começa na contradição de estampar “Nova direita jovem cresce” no título e “PSDB e PSD (n.d.e.: metade dos idealizadores do evento) rejeitam o rótulo” como um dos subtítulos.
Mas a superficialidade fica mesmo exacerbada no resumo da entrevista feita com o jovem Édipo Ázaro,

secretário geral do PSC Jovem RJ. Embora não fizesse parte da pauta, o jornalista resolveu lançar questionamentos sobre uniões homossexuais – até mesmo evocando o deputado Marco Feliciano, de SP – ignorando praticamente a presença do vereador local do PSC, Dr. Eduardo Moura, apenas brevemente instrumentalizado citado na abertura do texto.

Demonstração de uma visão obtusa sobre as atividades do partido num âmbito geral. O vereador, inclusive, é presidente da comissão de Direitos da criança e do adolescente, e o evento tocou em dois pontos de interesse dessa pasta: a redução da maioridade penal e a doutrinação ideológica nas escolas; doutrinação esta nada incerta bem mais que “suposta”, como a audiência (composta de professoras, pedagogas e alunos) atestou em seus comentários.

Gilmar Henrique, membro do PSC Jovem

Gilmar Henrique, membro do PSC Jovem

O debate acerca da violência e da redução da maioridade penal, que correu de maneira ordeira e diversificada (muito diferente do hospedado pela ALERJ no dia 18 último) permitiu não só a repetição de palavras de ordem – como fosse uma mera catarse – mas até mesmo sugestões de pessoas simples, mas que se dedicam a explorar o tema em toda a sua complexidade. Um dos participantes, Gilmar Henrique, membro da juventude do PSC, por exemplo, esboçou uma sugestão da conversão de penas dos infratores em trabalho agrícola, visto que a alimentação é um dos maiores pesos no orçamento do cidadão comum.

Meu clamor por uma CPI do DEGASE também não alcançou o caderninho do repórter, por exemplo…

E tantos outros momentos interessantíssimos ficaram de fora da cobertura d’O Dia, mas felizmente poderão ser conferidos nas filmagens do Fórum que em breve serão publicadas e disponibilizadas nos canais dos partidos.

Assistindo à filmagem, inclusive, será possível ver que o jornalista incorreu numa perigosa distorção do testemunho dado por Bernardo Santoro em seu discurso de abertura do debate sobre a violência juvenil. Bernardo narrou uma invasão à seu domicílio, onde após ter logrado desarmar e imobilizar o assaltante, tentou reiteradas vezes solicitar a presença da polícia para apreender o menor, em vão; somente conseguindo chamar a atenção (e receber uma viatura) após blefar que daria cabo do menor por conta própria.

O tema da doutrinação – o mais inovador em termos de pauta de assembléias políticas -, aliás, não foi coberto pelo jornalista. Nenhum comentário ou trecho do discurso do “especialista” Pedro Duarte (membro do DCE da PUC-Rio) foi registrado. Tampouco dos testemunhos de alunos que contaram casos de perseguição sofridas na escola e na faculdade da parte de professores esquerdistas militantes, como conferir pontos (notas) para quem comparecesse a palestras de viés socialista.

O jornal O Dia pode até ser colorido, mas aparentemente este jornalista professa um daltonismo político e escreve com uma caligrafia dicotômica. Mas no que depender destas juventudes partidárias, tempos melhores virão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s